Renan Marins, Advogado

Renan Marins

Londrina (PR)
86seguidores36seguindo
Entrar em contato

Sobre mim

A força do direito deve superar o direito da força. (Rui Barbosa)
Advogado com atuação em Direito Público e privado, família, responsabilidade civil , trabalhista e consumerista.

Principais áreas de atuação

Direito Administrativo, 18%
Direito Civil, 18%
Direito Penal, 13%
Direito do Consumidor, 13%
Outras, 38%

Comentários

(54)

Recomendações

(45)
Christina Morais, Advogado
Christina Morais
Comentário · há 10 meses
Vitor K, concordo demais com você. Até os bebês ficam calmos só de olhar imagens bonitas na TV (vídeo) e sim, cientistas já fizeram a pesquisa. De rostos humanos belos a paisagens e animais fofos, os bebês se acalmam para admirar. Então sim, nosso cérebro é treinado para duas coisas: buscar rostos humanos (outra teoria) e buscar beleza de um modo geral (teoria da qual tratamos). Então é válido que os garotos e garotas propaganda de produtos e serviços tenham um aspecto agradável aos sentidos. Li outro dia que uma senhora reclamou numa agência de turismo que não conseguiu admirar a paisagem do passeio porque o guia era "feio" e a "cara feia dele" tirou a concentração dela. Coitado do cara, mas pode acontecer. Fazer o quê. Que venham os defensores dos feios, mas estamos falando aqui de estatísticas e os números não mentem. A minha opinião das grid girls nada tem a ver com nada disso. O "produto" Formula 1 se vende sozinho. Afinal, é um esporte. Os astros podem, como em qualquer esporte, até serem horríveis e temos alguns espécimes nacionais aqui para confirmar. A presença de garotas bonitas em roupas sensuais nesse ambiente tem uma conotação de apelo sexista. Então porque elas não usam macacão ou calça jeans com camisas polo? Por exemplo? Hummmm... Outro aí em baixo disse que se não é proibido é permitido, ou seja, se não tem lei que proiba a presença delas então é permitido a presença delas. Concordo também. Mas também não é porque é permitido que a coisa se torna obrigatória. O empregador tem uma escolha. E mantenho minha opinião: a escolha em não usar esse tipo de apelação foi boa. E, só pra constar: pode não ser proibido por lei, mas na minha casa seria proibido. Da forma como fui criada, com amor próprio e estudo para garantir um futuro digno, meu pai jamais aprovaria que eu fizesse a "escolha" desse tipo de "trabalho". Moralmente falando a questão é sim controvertida e foi isso que motivou a decisão igualmente controvertida em se banir as ditas cujas.

Perfis que segue

(36)
Carregando

Seguidores

(86)
Carregando

Tópicos de interesse

(19)
Carregando
Novo no Jusbrasil?
Ative gratuitamente seu perfil e junte-se a pessoas que querem entender seus direitos e deveres

Outros advogados em Londrina (PR)

Carregando

ANÚNCIO PATROCINADO

Renan Marins

Entrar em contato